Amarelo queimado

As fotos se pintam de sépia

Obscurecem e envelhecem

Minha mente também 

Todos com pinceis amarelos queimados

Pintando as memórias que vão deixando

As estradas que vão passando

As fotos todas em uma caixa

Onde a própria caixa envelhece

As traças corroem 

Já levaram um ano inteiro

Estão comendo a alfabetização 

O mofo encobriu o meu amigo de infância

As teias ornamento a formatura

Um canto separado pelo hoje

Um separado para o amanhã

Mais memórias em sépia

Futuro em preto e branco.

MARINA RUSSO

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s