Números

O meu mal começou  quando minha vida passou a ser números, 32, 29, 10. A minha nota, quanto tempo falta, o número de semanas, horas, dias, minutos, a contagem regressiva para o fim do mundo, a medição do meu próprio ser. A minha desgraça começou quando eu própria virei um número, uma estatísca. Porém por só agora notar o número que sou, não quer dizer que jamais fui antes. Se meu mal começou quando virei um número, meu mal começou com o primeiro choro. Fui tornada segunda filha, mais tarde primeiro mês, depois segundo e assim ia até formar um ano. Depois virei o número 22 da chamada, ironicamente o dia do meu aniversário. Cresci e virei 25, a turma aumentou. Agora sou 29, mas a 3 semanas eu era 32, semana que vem serei 28 e quando morrer serei pó, o pó do túmulo 310.

MARINA RUSSO

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s