Em batalha

Caneta em mãos

Papel clamando

Um desafia o outro para uma luta

Caneta bate, esgana, estupra

Mas papel é masoquista

Gosta de ter cor em sua brancura

Quer seja sangue ou tinta

Ele te convida para luta

A eterna luta de escrever

De manchar o papel de bom modo

De imprimir nele sua vitória

De horas e horas de luta

Na exaustiva batalha de escrever. 

 

MARINA RUSSO

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s